Olimpoli

De Cadernoteca Livre
Ir para: navegação, pesquisa

REVISADO PELA LIMONADA

Eletracas, uni-vos


É em clima de jogos pan-americanos que eu escrevo esse texto. Com certeza todos devem ter acompanhado ou pelo menos ouvido falar da 15ª edição que após 44 anos voltou a ser realizada no Brasil, mais precisamente na cidade do Rio de Janeiro. No mais velho estilo comunista, depois de gastar rios de dinheiros para bancar os jogos, o Brasil fez bonito e conseguiu sua melhor participação na história da competição com 54 medalhas de ouro. Pode-se argumentar que os melhores atletas do planeta não competiram, porém, não há como tirar o valor de talentos brasileiros na natação, vôlei, atletismo, tae kwon do e futebol feminino. E é com esse espírito dos vitoriosos que eu convoco vocês, aluno da engenharia elétrica, para o II Olimpoli da era moderna.

A grande competição da escola politécnica teve suas origens nos remotos anos 60 (pergunte a seu pai ou talvez ao seu avô que tenha estudado nessa época), mas por algum motivo desconhecido foi extinta, retomada nos anos 90, novamente abolida em 1999 e ressurgida com sucesso no ano de 2006.

A competição envolve os sete centrinhos acadêmicos da Poli-USP, a saber: CEE (da gloriosa Elétrica), CAM (mecânica), CAEP (produção), CEN (naval), AEQ (química), CMR (minas e afins), CEC (civil) mais os bixos organizado pela atlética politécnica. São ao todo 12 modalidades envolvidas no evento: atletismo (masculino e feminino), basquete (masculino e feminino), futebol (masculino e feminino), futsal (masculino e feminino), handebol (masculino e feminino), judô, caratê, natação, tênis de campo, tênis de mesa, vôlei, xadrez.

É aí que você, aluno da elétrica, de qualquer ênfase ou ano, entra. Precisamos da participação de todos pra mostrar a força de um dos maiores centros acadêmicos de toda USP, representando mais de 1000 alunos. Se você joga, acha que joga ou simplesmente acha que pode jogar qualquer uma das modalidades citadas não tenha medo: procure o CEE no período de inscrições (que será afixado por todo prédio em breve) e participe de quantos esportes você quiser.

Não se preocupe se você não joga bem ou se não treina. O que precisamos aqui é de vontade. A vontade é a primeira grande qualidade dos vitoriosos e você, como politécnico e eletraca, não pode se considerar menos que isso. Vamos juntar nossos esforços e mostrar para o resto da poli do que a engenharia elétrica é capaz. Ano passado fomos vitoriosos tanto no futsal quanto no futebol de campo. Mas não vamos ficar satisfeitos apenas com o bicampeonato dessas modalidades. Iremos mais longe dessa vez. Tenho certeza que temos muitos bixos cheios de vontade para se juntar a nossos veteranos e construir juntos a vitória do CEE.

O olimpoli será realizado na segunda metade de setembro em três fins de semana, no cepê-USP. Contamos com todos os alunos da elétrica, inclusive aqueles que já participam de alguma equipe da poli. Mesmo você que acha que não consegue jogar nada, venha pelo menos torcer pelo seus colegas, garanto que se divertirá muito também. Espero que tenha conseguido convencer vocês a defender a engenharia elétrica, não tenha dúvidas que ganhar representando alguma coisa que você gosta é uma sensação emocionante e única, mas se divertir com os amigos independente do resultado também é muito bom. Por isso, elétricos, uni-vos!!!